Comitiva da região pleiteia aumento do efetivo policial nos Municípios da Seccional de Jales



Nesta terça-feira, 11 de julho, o deputado Itamar Borges, prefeitos de 15 municípios da Delegacia Seccional de Jales e representantes do Fórum da Cidadania participaram de audiência com o secretário de Segurança, Mágino Álves Barbosa Filho para reivindicar o aumento do efetivo policial nos municípios.

Participaram do encontro os prefeitos Flá (Jales), Ana Lúcia (Vitória Brasil), Américo (Dolcinópolis), Márcio Arjol (Urânia), Tuim da Farmácia (Santa Salete), Calango (Aspásia), Élvis (Pontalinda), Leandro (Mesópolis), Euclides (Dirce Reis), Ademir Maschio (Santa Fé), Sérgio (Paranapuã), Bim Belão (Três Fronteiras), Cidão (Rubineia) e Alaor (Santa Rita), Wair (Santa Clara), o vice-prefeito de Jales, Garça, o coordenador do Fórum da Cidadania e conselheiro estadual da OAB, Carlos Alberto, o deputado Carlão Pignatari, além de vereadores e representantes da sociedade civil.

O secretário Mágino reconheceu a importância do pleito e falou que a Secretaria irá buscar alternativas para melhorar o efetivo da Delegacia Seccional de Jales. “Em setembro, mais uma turma será formada na Academia de Polícia e certamente destinaremos investigadores e outros profissionais para a Seccional”, afirmou o secretário.

O deputado Itamar Borges afirmou que a Seccional conta com grande defasagem de pessoal, como mostra o estudo feito pelo Fórum da Cidadânia de Jales. “É uma região muito importante, que faz a divisa com quatro estados, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Goiás. A Seccional desenvolve um grande trabalho, com a produtividade muito maior que a média, apesar da falta de pessoal”, completou.

O Fórum da Cidadania é integrado pelos representantes de classe, clubes de serviços, lojas maçônicas, sindicatos, Diocese de Jales e com o apoio dos 22 prefeitos que integram a circunscrição da polícia judiciária.

Segundo a pesquisa realizada, dos 22 municípios, 13 não contam com delegado, oito estão sem escrivães e nove não contam com investigador de Polícia.

“É uma situação delicada. A falta de pessoal atrapalha o andamento do trabalho policial em toda a nossa região”, afirmou o prefeito de Jales, Flá.

Mágino também afirmou que a Secretaria ainda deverá convocar aprovados em concursos já finalizados e em breve abrir um novo concurso. “Todos sabem a dificuldade econômica que o país passa, que reflete também em nosso estado. Mas sabemos da necessidade dos municípios e na medida do possível vamos buscar atender os pleitos”, finalizou.